quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Fronteira




O que é uma fronteira se não uma linha imaginária imposta pelo homem para definir o que é seu. No passado muito sangue foi derramado, muitos cruzados ergueram a cruz em nome do seu Deus de modo a conquistarem o que era daqueles que se regem pela palavra do Profeta, todo esse sangue continua a impor fronteiras a seres humanos que outrora foram senhores da minha terra. Quem sou eu para os impedir a entrada? quem são eles para me impedirem os meus sentidos de se saciarem com a beleza que o Mundo tem para nos dar?
Ás vezes questiono-me para quê esta terra vermelha se os filhos dela mancham-na com as lágrimas dos seus próprios irmãos.
Cada um invoca uma razão, um motivo, a sua religião, etc... para fazer crer aos outros aquilo que quer para si e eu quero um Mundo justo para todos!


Musica de Hans Zimmer
Filme: "Black Hawk Down" http://www.imdb.com/title/tt0265086/

3 comentários:

Faro disse...

Em toda a nossa história da humanidade sempre houve fronteiras, em toda a nossa vida vai existir sempre fronteiras, fronteiras essas que nos são incutidas de varias formas até num simples jogo desportivo existem fronteiras mesmo que muito peça "fair play " existe sempre rivalidade até no nosso dia á dia encontramos várias fronteiras e resta-nos saber como ultrapassa-las até mesmo a própria vida é uma fronteira entre a o nosso aparecimento no mundo e a morte... boa musica, por vezes as nossas oportunidades estão mesmo a nossa frente é preciso arriscar se assim não fosse qual seria o sentido da vida tudo isto se resume á lei da sobrevivência.

Faro disse...

lembrei ainda de mais alguma coisa a fim de responder ao teu post vê o que se passa o Haiti agora apôs o terramoto, os sobreviventes procuram comida água, matam-se uns aos outros simplesmente por conseguir sobreviver ...

Alex disse...

Hoje em dia fala-se em liberdade, mas somos todos reféns da sociedade em que vivemos, somos incentivados a viver de uma determinada forma, a consumir o que nos dão a consumir, a ver o querem que nós vejamos..
Não seremos todos nós prisioneiros?

A ousadia das nossas vidas está em quebrar todas essas "fronteiras" que nos delimitam e mudam a nossa maneira de pensar, ser e agir!

Se apenas apanhares as pedras, limitas-te a seguir um caminho... Se suportares o peso de as carregares, tens um mundo pela frente! :)